Notícias Geral

Conselho dos royalties: recursos são liberados para importantes obras

Em discurso na Tribuna Popular da Câmara, Hoover Gilson César, presidente do Conselho dos royalties, explicou como e quais são as prioridades de investimentos

star339

Por Silvia Goulart - ImppactMidia, fonte Câmara de Iúna
Publicado em 30/05/2019 às 19:07  •  atualizado há 3 horas

Para explicar à população sobre como são realizadas as análises e os procedimentos realizados pelos membros da Comissão dos Royalties para a destinação dos recursos à administração municipal, o diretor do Conselho, Hoover Gilson Cesar, usou a Tribuna Popular da Câmara no dia 17 de maio.

De acordo com Hoover, de janeiro a abril de 2019 o município recebeu R$ 750,6 mil dos royalties do petróleo. Os recursos são provenientes da receita de royalties que o Espírito Santo recebe como compensação financeira pela exploração do petróleo e do gás natural no litoral capixaba. 

“Hoje, estamos com saldo de R$ 3,5 milhões acumulados. O conselho liberou o uso da verba para custear as seguintes obras: contrapartida de convênios para construção da quadra da escola de Santa Clara do Caparaó (R$ 350 mil), para obra de pavimentação no entorno da Faculdade Doctum (R$ 296 mil), para a construção de calçadão e ponte no bairro Guanabara (R$ 300 mil), construção do cemitério municipal (R$ 500 mil), construção de calçadão entre a empresa Iúna Bebidas e o distrito de Nossa Senhora das Graças (R$ 520 mil), contratação de serviço de mão de obra para calçamento das comunidades de Terra Corrida, Boa Sorte e Rio Claro (R$ 263 mil), entre outras”, explicou Hoover.

Desde a sua criação em 2006, o conselho tem aprovado a utilização dos recursos em diversas áreas no município. “Já usamos recursos para a construção de praças, para a compra de duas ambulâncias, destinamos mais de R$ 1 milhão em subvenções para a Santa Casa, para construção do Centro de Material Esterilizado da Santa Casa, para pavimentação de várias ruas, e para construção de oito casas populares e de pontes, compras de lixeiras, reformas de escolas, entre tantas outras obras”, completou Hoover Gilson Cesar.

O Conselho de Administração do Fundo das Desigualdades Sociais (Conselho dos Royalties) tem como função fiscalizar a aplicação dos recursos, realizar avaliações, definir aplicabilidade em consonância com a legislação vigente, enviar relatório sobre aplicação dos recursos.

Ainda de acordo com Hoover Gilsn Cesar, o conselho é composto por seis pessoas: dois representantes da sociedade civil, um representante da OAB, e três representantes do Poder Executivo Municipal.

“Nós estamos passando por uma fase boa no município para beneficiar as comunidades. As verbas estão disponíveis para fazermos obras. Pedimos que o Executivo cobre prioridade nos projetos para que cheguem ao Legislativo sem erros e em tempo hábil para votação e para, finalmente, beneficiar a comunidade iunense”, analisou o presidente do Conselho.

Fotos

Conselho dos royalties: recursos são liberados para importantes obras

Presidente do Conselho dos royalties, Hoover Gilson César

https://w3go.me/cbj9q

Publicações relacionadas

Vereadores durante a última sessão ordinária na Câmara de Iúna

Noticia Covid-19 Vereadores aplaudem trabalho dos profissionais da saúde, mas cobram transparência nas ações de combate a doença Quase 4 milhões serão destinados ao município de Iúna e vereadores solicitam relatório dos trabalhos que serão efetivados com esse recurso há 8 dias  •  Notícias Geral

Vereadores durante a última sessão ordinária na Câmara de Iúna

Noticia Maioria das indicações dos vereadores são solicitadas à Secretaria de Obras Vereador solicitam consertos, reforma e relatórios sobre obras em andamento há 8 dias  •  Notícias Geral

Vereadores durante a última sessão ordinária na Câmara de Iúna

Noticia Três moções de pesar foram solicitadas por vereadores na última sessão As moções de profundo pesar homenageiam moradores que se destacaram ou se tornaram queridos diante de ações no município há 8 dias  •  Notícias Geral

Vereadores durante a última sessão ordinária na Câmara de Iúna

Noticia Prefeito Welinton Virgílio Pereira tem contas de 2017 rejeitadas pelo Tribunal de Contas Prefeito já havia divulgado que as contas haviam sido aprovadas, mas vereador desmentiu o gestor durante discurso na última sessão ordinária. há 8 dias  •  Notícias Geral

Vereadores durante a última sessão ordinária na Câmara de Iúna

Noticia Requerimento: Confira as ações do vereador Everaldo Pereira Sales na última sessão Dois requerimentos foram feitos à Secretaria de Obras do município há 16 dias  •  Notícias Geral

Vereadores durante a última sessão ordinária na Câmara de Iúna

Noticia Requerimentos: Confira as ações do vereador Darlan Silva Barglini na última sessão Uma moção de Pesar pelo falecimento do servidor público Carlos Pereira Sales foi solicitada pelo vereador durante última sessão há 16 dias  •  Notícias Geral

Vereadores durante a última sessão ordinária na Câmara de Iúna

Noticia Requerimento: Confira as ações do vereador Júlio Maria de Oliveira na última sessão Durante sessão ordinária vereador solicitou à Secretaria de Agricultura reforma de ponte e ainda uma moção de Pesar há 16 dias  •  Notícias Geral

Vereadores durante a última sessão ordinária na Câmara de Iúna

Noticia Vereadores reclamam que solicitam informações ao Gabinete do Prefeito, mas requerimentos não são respondidos. Ofício sobre quantidade de horas máquinas doada pelo Sicoob à Prefeitura ainda não foi esclarecido há 16 dias  •  Notícias Geral

Vereadores durante a última sessão ordinária na Câmara de Iúna

Noticia Moção de Aplausos: Ajuda para cadastrar auxílio emergencial em Ibatiba destaca município Em Iúna, moradores precisam pagar para fazer o serviço caso queiram ajuda para efetuar o cadastro. Ibatiba instala central na praça da cidade para auxiliar moradores há 16 dias  •  Notícias Geral

Vereadores durante a última sessão ordinária na Câmara de Iúna

Noticia Escolaridade: diminuição de exigência de nível superior para nível médio é rejeitado por vereadores Dois projetos de Lei foram aprovados, dois projetos tiveram pedidos de vista e um Projeto de Lei Complementar foi rejeitado, durante votação da última sessão há 29 dias  •  Notícias Geral

Aguarde, enviando dados!

clear