Notícias - Geral

Vereadores denunciam ao Ministério Público processo de licitação do transporte escolar

Possível “sabotagem” em edital para licitação de transporte escolar foi o foco da ação junto ao MP

star1.010

Por Silvia Goulart - ImppactMidia, fonte Câmara de Iúna
Publicado em 26/08/2019 as 18:02  •  atualizado há 5 horas

Há quatro semanas os estudantes de Iúna estão sem ir à escola por falta de transporte. O serviço foi suspenso em julho, após a finalização do contrato emergencial com a prestadora do serviço. Após diversas tentativas por parte da Prefeitura Municipal de fazer uma nova licitação, denúncias surgiram por parte dos vereadores, que solicitaram apurações junto ao Ministério Público e às procuradorias do município para identificar possíveis irregularidades no processo. Vereadores calculam que mais de R$ 8 milhões deverão ser gastos este ano em contratos emergenciais.

“Essa situação está vergonhosa e inadmissível. Quem vai se responsabilizar pelo ensino aos alunos, pelo tempo que estão perdendo? É esse dano que nos preocupa. E essa responsabilidade é do prefeito municipal. É preciso assumir o erro. E não adianta jogar a culpa nas empresas, nos vereadores, e no secretário... a responsabilidade é do prefeito”, analisou o vereador Adriano Salviete.

Licitação “sabotada”

Durante a sessão do dia 08 de agosto, o vereador Everaldo Pereira Sales afirmou em seu discurso que o edital da licitação realizada no dia 18 de julho havia sido “sabotado”.

“Eu acho que houve atraso, demora, foco e falta de correr atrás no tempo certo para a licitação. A licitação que foi marcada para o dia 18 de julho, na verdade foi sabotada. Foi feito um edital e descobriram que alguém mexeu em uma letra do edital para que outras empresas não conseguissem concorrer à licitação. Teve que marcar a licitação de novo, para o dia 30, que foi no Ginásio de Esportes. Duas empresas foram para a licitação, e as duas do mesmo dono. O que isso ia dar? A empresa AG Turismo apresentou um balanço que ela estaria “quebrada”. E isso foi intencional, porque não acredito que os profissionais da empresa apresentariam um balanço falido e depois falar que foi erro do contador, que a intenção era obrigar o prefeito a fazer um contrato emergencial de seis meses por um valor relativo a um ano, que foi tudo planejado para a empresa ser inabilitada. Espero que esse processo seja resolvido com transparência e que realmente o transporte escolar não seja mais uma fonte de corrupção e desmando, de indicações políticas”, afirmou o vereador Everaldo Pereira Sales.

“Trinta meses se passaram para agora falarem que existe corrupção no serviço de transporte escolar... Se existe corrupção, a gestão atual está participando dela, ou agora, por algum motivo, querem acabar com a licitação?”, questionou o vereador Darlan Barglini.

Já na sessão do dia 19 de agosto, após apurar informações sobre o edital do processo de licitação, o vereador Paulo Henrique Leocádio da Silva afirmou que houve um erro grave no edital.

“Sobre a denúncia de possível sabotagem, fui investigar e descobri que não houve sabotagem, mas sim um erro cometido pela administração municipal, uma incompetência da administração porque solicitaram no edital que houvesse seguro total de todos os veículos, e isso impediu que as empresas pudessem participar. Isso começou com o prefeito, que decretou que não prorrogassem os contratos”, informou o parlamentar.

Denúncia ao MP

Diante das análises apresentadas pelo vereador Everaldo Sales, os vereadores Júlio Oliveira e Rogério César solicitaram que a Câmara encaminhasse a denúncia ao Ministério Público e que também solicitasse à prefeitura informações sobre o motivo pelo qual foi prorrogado o prazo do edital de licitação do dia 18 para o dia 30 de julho.

“Sabotar o edital é crime. O prefeito tem que apurar para saber quem alterou o edital, tem que abrir um procedimento. Vamos acionar o Ministério Público para apurar essa denúncia, principalmente se foi para beneficiar alguém”, sugeriu o vereador Júlio Oliveira.

“Esse é um problema administrativo, da Prefeitura de Iúna. Nós, vereadores, estamos para apoiar no que for preciso para esse problema acabar, mas nesse momento só depende da gestão. E nós não temos informação de nada, como podemos ajudar?”, disse o vereador Rogério César.

Fotos

Vereadores denunciam ao Ministério Público processo de licitação do transporte escolar

Processo de licitação de transporte escolar é investigado

https://w3go.me/cbjNz

Publicações relacionadas

Segunda fase da vacinação contra do sarampo - Marcelo Camargo/Agência Brasil

Noticia Saúde: campanha busca imunizar mais de 9 milhões de jovens contra o sarampo Foco da 2ª fase da campanha, que vai até o dia 30 de novembro, é a população com idade entre 20 e 29 anos há 6 horas  •  Notícias - Geral

Segunda fase da vacinação contra do sarampo - Marcelo Camargo/Agência Brasil

Noticia Por dentro do Legislativo: estudantes do Ensino Fundamental em visita à Câmara Projeto pedagógico da Escola Dr. Nagem Abikahir desenvolve atividades para aproximar os jovens dos assuntos políticos, sociais e econômicos da região onde vivem há 7 dias  •  Notícias - Geral

Segunda fase da vacinação contra do sarampo - Marcelo Camargo/Agência Brasil

Noticia Noite de homenagens: parlamentares entregam títulos de Cidadão Iunense a 13 personalidades Durante a Sessão Solene também foram entregues os títulos de Cidadão Iunense Ausente e de Comenda Parlamentar do Rio Pardo a outros cidadãos que se destacam em suas áreas de atuação há 19 dias  •  Notícias - Geral

Segunda fase da vacinação contra do sarampo - Marcelo Camargo/Agência Brasil

Noticia Recursos de R$ 290 mil para festa em comemoração ao aniversário de emancipação de Iúna são aprovados Projeto gerou discussões na Câmara. De acordo com o documento do Poder Executivo, os valores se originam dos recursos dos royalties do petróleo há 1 mês  •  Notícias - Geral

Segunda fase da vacinação contra do sarampo - Marcelo Camargo/Agência Brasil

Noticia Vereadores analisam situação sobre a volta do serviço de transporte escolar Durante reunião na Câmara, os parlamentares solicitaram ao secretário de Educação informações sobre a reposição das aulas perdidas pelos estudantes no período da interrupção do serviço no município há 1 mês  •  Notícias - Geral

Segunda fase da vacinação contra do sarampo - Marcelo Camargo/Agência Brasil

Noticia Casa de Apoio: parlamentares reforçam solicitação de conserto de muro De acordo com os vereadores, o muro caiu e ainda corre risco de desabamento há 1 mês  •  Notícias - Geral

Segunda fase da vacinação contra do sarampo - Marcelo Camargo/Agência Brasil

Noticia Segurança pública: vereadores solicitam finalização da reforma da delegacia de Iúna Falta de serviço de guincho e de um pátio credenciado para veículos apreendidos no município também estiveram na pauta de discussões há 1 mês  •  Notícias - Geral

Segunda fase da vacinação contra do sarampo - Marcelo Camargo/Agência Brasil

Noticia Transporte para estudantes e para pacientes em tratamento de saúde: parlamentares denunciam falhas nos serviços O transporte de estudantes da zona rural ainda está deficitário. Vereadores também encaminharão denúncia ao MP sobre falta do serviço de deslocamento de um paciente da Serrinha e de estudante da Apae há 1 mês  •  Notícias - Geral

Segunda fase da vacinação contra do sarampo - Marcelo Camargo/Agência Brasil

Noticia Em reunião, vereadores e secretaria de Educação analisam situação sobre a retomada do serviço de transporte escolar Durante conversa na Câmara Municipal, parlamentares solicitaram informações sobre a reposição das aulas perdidas pelos alunos no período da interrupção do serviço de transporte escolar no município há 2 meses  •  Notícias - Geral

Segunda fase da vacinação contra do sarampo - Marcelo Camargo/Agência Brasil

Noticia Projeto autoriza contratação de engenheiro civil Profissionais serão contratados por tempo determinado de até 6 meses há 2 meses  •  Notícias - Geral

Aguarde, enviando dados!

clear